Audi e-Tron ganha autonomia extra

Audi
0 40

Um dos obstáculos à maior autonomia dos veículos elétricos é o nível de desenvolvimento das baterias. As montadoras, startups e gigantes da computação trabalham para avançar no aspecto, buscando novos processos e materiais economicamente viáveis. E a tendência é que, com o passar dos anos, seja possível percorrer uma maior distância entre recargas. Como também é provável que, em breve, seja possível ‘trocar o tanque’ por outro de maior capacidade.

O primeiro modelo elétrico da Audi: o SUV e-Tron, ganhou fôlego extra. Já em pré-venda no Brasil, como mostrou o Seminovos Notícias, o modelo passa a oferecer 25 quilômetros a mais de autonomia – no caso da configuração 55 Quattro, 433 quilômetros no total, pelo ciclo WLTP. Fruto, neste caso, de ajustes nos softwares e, principalmente, na regulagem do freio-motor no eixo dianteiro.

Além disso, a engenharia da casa de Ingolstadt trabalhou para melhorar a capacidade de refrigeração e controle das temperaturas dos motores elétricos. Assim como a capacidade de regeneração da energia dissipada pelos freios e reconvertida em potência e torque.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais