Emplacamentos em novembro: tem novato fazendo bonito

VW
0 268

Ligeira queda em relação a outubro (4,24%), mas um desempenho suficiente para manter o azul no ano. O número de emplacamentos de veículos em novembro divulgado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) confirma os motivos para o discreto otimismo do setor. Ao todo, foram 230.435 unidades a mais nas ruas, levando o total acumulado em 2019 a 2.406.984.

Na comparação com o mesmo período de 2018, a alta verificada foi de 4,38%. No somatório do ano, se mantém elevação de 7,21%, o que projeta um 2019 de crescimento.

A lista dos mais vendidos segue encabeçada pelo Onix, com nada menos que 19.184 unidades emplacadas. Em seguida, o Ford Ka e a primeira das surpresas: o Fiat Argo, pela primeira vez em terceiro, superando o recém-lançado Onix Plus (sedã). O HB20, outro que passou por renovação, vem em quinto, numa disputa bastante equilibrada entre os hatches compactos (exceção do líder). Entre os comerciais leves, a dobradinha da Fiat (Strada e Toro) segue dando as cartas.

A grande novidade aparece entre os SUVs. Depois de um longo período de domínio da Jeep, com Renegade e Compass, a lista foi puxada pela primeira vez pelo VW T-Cross, com 6.256 unidades. Os sedãs médios seguem como terreno de domínio do agora renovado Corolla.

Emplacamentos novembro’2019

Modelos                                Unidades

  1. Chevrolet Onix           19.184
  2. Ford Ka                         8.968
  3. Fiat Argo                       8.270
  4. Chevrolet Onix Plus    8.092
  5. Hyundai HB20             8.050
  6. Volkswagen Polo        7.168
  7. Volkswagen Gol          6.573
  8. Fiat Strada                   6.412
  9. Fiat Toro                       6.281
  10. Volkswagen T-Cross   6.256

Fonte: Fenabrave

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais