Petrobras começa a distribuir nova gasolina de maior octanagem

Divulgação
0 155

A Petrobras começou a repassar às diversas empresas de distribuição de combustível, a gasolina com nova especificação, em atendimento a resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP) que entra em vigor no próximo dia 3. Ela traz densidade mínima de 715 kg/m3, o que, ao menos na teoria, promove redução do consumo (que pode chegar a até 5% por quilômetro rodado) e maior eficiência. Além disso, passa a contar com maior octanagem – unidade que determina a capacidade de queima e aproveitamento no processo de combustão. Dos atuais 87, sobe para 93 octanas pelo índice RON (Research Octane Number).

A regulamentação da ANP determina 92 octanas como o mínimo a partir de segunda-feira (3), mas a estatal optou por antecipar exigência que passaria a vigorar em 2022.

A expectativa agora é pela faixa de preços da nova gasolina, que passa a ser padrão como opção básica – a própria Petrobras disponibiliza a gasolina Podium, de 97 octanas. Ela chegará com valor por litro majorado em relação à especificação atual, o que, espera-se seja compensado, em parte, pela maior quilometragem percorrida com um tanque. Além disso, o valor não depende apenas do custo cobrado nas refinarias, mas também de tributos e custos de logística e distribuição.

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais