Quatro montadoras que estão de olho nas fábricas da Ford no Brasil

O anúncio do fechamento das lojas da Ford no Brasil foi feito e logo outras montadoras mostraram seu interesse em garantir suas instalações no país. De acordo com fontes diversas, pelo menos quatro montadoras chinesas estariam de olho em se instalar na unidade de Camaçari (BA).

Vindo ao país em parceria com o Grupo Caoa, as empresas que estão em meio a negociação são: Changan, GAC, Geely e Great Wall. O contrato previsto para a empresa que tomar a frente das instalações de Camaçari é semelhante ao atual com a Chery.

Algumas informações ressaltam que a Caoa mostrou seu interesse na fábrica de São Bernardo do Campo para que uma das marcas chinesas se instalasse. Entretanto, a negociação foi sem sucesso e o terreno acabou sendo adquirido pela Construtora São José.

 

Camaçari tende a garantir uma maior vantagem

Se comparada com a unidade de São Bernardo do Campo, Camaçari conta com muitas vantagens extras. Além de ser mais nova, a fábrica está totalmente preparada para a fabricação de carros de passeio. A unidade paulista tinha seu foco voltado para a montagem de caminhões e do antigo Fiesta. Entretanto, Camaçari ficava com o mais “grosso” da produção, tomando frente da montagem de diversos outros modelos, como EcoSporte e o Ka, um grande líder de vendas.

Em bate-papo com a Ford, a mesma afirmou que irá facilitar o processo para que as coisas fluam como o esperado. De acordo com a empresa, alternativas possíveis e razoáveis serão implementadas para que as partes interessadas garantam boas instalações.

Ainda é importante destacar que alguns pontos favorecem a negociação com Camaçari. Isso porque a Ford tinha uma grande força na cidade e sua saída causará um grande impacto nas contas. Sendo assim, a prefeitura terá o incentivo de buscar formas que colaborem para que os interessados mantenham a fábrica. O mesmo ponto chamará a atenção do Governo Federal que fará o possível para que empregos não sejam perdidos.

 

Outras montadoras chinesas que já estão no Brasil

Não é a primeira vez que o Grupo Caoa entra em cena para trazer montadoras chinesas para o Brasil. No início dos anos 2000, o grupo foi responsável por trazer a Hyundai para o nosso país. Com a conquista do seu espaço e do quarto lugar entre as melhores montadoras, a Hyundai passou a operar sozinha a partir do término do contrato em 2018.

Com a autonomia, a saída da Caoa foi comprar o controle da empresa Chery no Brasil. Com fábrica construída em Jacareí (SP), a companhia foi entregue no ano de 2016, porém a mesma ainda não teve sua decolagem em terras brasileiras.

Em 2018, a Chery ocupou o 12° lugar no mercado nacional com a venda de 20.182 veículos. Já em 2020, mesmo com a pandemia, a companhia teve um resultado parecido, com 20.089 carros vendidos, ocupando a 11° colocação.

Outra empresa chinesa que também quis apostar no Brasil foi a JAC Motors. A mesma, que queria fazer a construção da sua fábrica em território brasileiro, acabou não tendo sucesso no momento da parceria. O motivo foi que em 2019 o grupo SHC, responsável por trazer a companhia para o país, solicitou recuperação judicial.

você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais